segunda-feira, setembro 30

sábado, setembro 28

LOVE > DISTANCE

Um dia, aqui neste mesmo blog, prometi. Hoje, explico..ou tento explicar.



"Como consegues?"
Esta é a pergunta que mais vezes oiço quando digo que estou numa relação à distância.
Eu compreendo a preocupação das pessoas, o espanto das pessoas e até mesmo o cepticismo das pessoas, mas a verdade é que ouvir sempre a mesma coisa, cansa...
Cansa porque muitas pessoas não compreendem e ficam admiradas como é que é possível namorar à distância, se já "ao perto" é difícil.
Por isso, resolvi escrever este texto. Para tentar explicar como funciona uma relação à distância(segundo a minha experiência pessoal, claro) nos seus aspectos mais "técnicos" e, não deixando para trás toda a sua essência. Vou fazer como Miguel Esteves Cardoso e vou elogiar o amor, o amor no seu estado mais puro.

Uma relação, seja ela à distância ou não, tem de ter três bases fundamentais, sem as quais, nunca poderia funcionar(pelo menos normalmente). São elas: respeito, confiança e amor.
Primeiro, tem de haver respeito pelos valores e diferenças um do outro, pelos gostos e pela liberdade.
Depois, tem de haver confiança. Se não confiarmos na outra pessoa, nunca seremos "livres" e nunca amamos verdadeiramente. 
Em último, mas o mais importante, o amor.
Sem amor nada vale a pena. Quando o há, vale sempre.
É então, partindo desta premissa que tento explicar como funciona um "amor há distância".
Quando duas pessoas gostam muito uma da outra, fazem tudo ao seu alcance para manter a sua relação e enfrentam todas e quaisquer dificuldades, incluindo a distância. 

Tendo estas três bases, é preciso mais alguns "apetrechos" para uma relação à distância. 
Aguentar as saudades é talvez o mais importante e o que nos testa mais vezes. Aguentar as saudades é saber que não se pode estar com a pessoa todos os dias, é saber que por mais que queiramos, não é possível tocar na pessoa nesse mesmo instante. Não estamos a poucos minutos ou poucas horas de distância. Estamos a muitos e muitos quilómetros e temos de perceber e ajustar as nossas expectativas a esse facto.



Uma boa ajuda para combater as saudades é o skype. Acho que sem ele era mesmo complicado. Não era impossível, mas era complicado.
O skype tem uma importância inacreditável porque nos permite ver e ouvir em tempo real a outra pessoa. 
Nós passamos horas no skype. Falamos, conversamos, contamos como foi o dia, discutimos notícias, falamos sobre os nossos sonhos, contamos piadas, rimos, vemos vídeos, gozamos um com o outro, vemos programas de televisão, estudamos,...
Ele cozinha, e eu leio; ele arruma o quarto, e eu vejo um filme; ele vê uma série e eu organizo a minha roupa.
Sei lá, há tanta coisa que já fizemos pelo skype que é dificíl enumerar. Mas com isto eu só queria que percebessem que fazemos imensas coisas em conjunto e que passamos bastante tempo "juntos".
E ver aquele olhar maroto e aquele sorriso fofo ali à nossa frente, mesmo que por instantes, mesmo sendo através de um ecrã, 
vale a pena e sabe bem .
 E acontecem sempre coisas engraçadas, como no outro dia: ele estava a estudar e eu estava deitada na cama. Acabei por adormecer em frente ao ecrã. E ele ali do outro lado a "queimar pestanas", quando reparou, diz que eu já estava em sono profundo e não teve coragem de me acordar.(Momento amoroso este. :) )



Enfim...passando à frente:
Outra coisa importante é o "saber esperar".
Aceitar que só nos vamos voltar a ver "sabe Deus quando" pode ser difícil, mas temos de interiorizar e ter paciência. 
Custa, mas o tempo passa a correr, habituamos-nos à ideia, fazemos contagem decrescente e sem darmos conta, ele já cá está.

Outras coisas interessantes que me tenho vindo a aperceber deste tipo de relação é o facto de darmos muito valor ao tempo que passamos juntos.
Todas as horas, minutos e segundos são importantes.
Cada toque é como se fosse o primeiro e o último.
Não sei explicar. Sei apenas que é uma sensação única.



E quando nos reencontramos?
É fantástico! A sério, cada vez que o vou buscar ao aeroporto, fico nervosa, como se fosse uma míuda à espera da meia-noite para abrir os presentes de natal!
Mas é giro, é mesmo engraçado, tendo em conta que é sempre assim, apesar de já ter passado algum tempo desde que começamos a namorar.
É giro sentir aquela sensação de borboletas na barriga constantemente.


Nós mantemos-nos sempre em contacto durante o dia, na maior parte das vezes por mensagem. Eu sei o que ele está a fazer, para onde vai, com quem vai e ele também.
Óbvio que há ciuminhos, mas isso é normal e saudável em qualquer relação.
Mas uma vez mais, aqui entra a já falada confiança. :)

Outra coisa engraçada que já aconteceu nos últimos tempos é recriarmos outras formas de comunicação perdidas no tempo, como as cartas de amor.
As cartas de amor fazem-me lembrar aqueles amores de tempos antigos, que resistiam a tudo, inclusive à distância. Não havia telefones e muito menos skype. Escrever era a única maneira de trocar palavras.
Acredito mesmo que é das maneiras mais puras de comunicar.

Acho que o que nos mantém nesta relação, para lá de tudo o que já referi, é  termos a mesma força, a mesma convicção e querermos muito isto,
 os dois

E pronto, um dia, explico mais umas coisinhas, que isto só de uma vez não chega.
Além disso, acho que aos poucos, de várias formas, vou aqui desvendando alguns pormenores do nosso Amor à distância.

Só para terminar, queria só esclarecer mais uma dúvida que costuma ser constante.
Sim, é difícil. Aliás, é muito difícil.
Mas como disse, quando existe amor tudo vale sempre a pena.
:)



*Para o meu amor, Tu.


(P.s.: Este texto já foi escrito há algum tempo.
Hoje sinto algo ainda mais forte do que o que sentia na altura em que o escrevi :))

sexta-feira, setembro 27

Amor de Verão

Este Verão apaixonei-me pelas Paez douradas.
São lindas, lindas, lindas!
Não as tirei dos pés, verdade seja dita! Por mim, até no Inverno as usava, não fosse a chuva e o frio. :S
Fiquei viciada: são cómodas, práticas e giras de morrer!
Foram comigo para a praia, ao shoping, ao cinema, à cidade e ao campo. E foram também comigo para os Açores.
Adoro-as e (ainda) estou completamente in love :)
Alguém aqui completamente addicted ou sou a única?

in Pico Island

quinta-feira, setembro 26

On the air #36

Uma animada para começar esta nova jornada.

Little Talks of Monster and Men

U must love Siena Cupcake ;)

Ora bem, desde ontem que é possível "oficialmente"(não sei se é exactamente este o termo que devo utilizar) seguir este cantito aqui no Bloglovin.
Sim, eu não grande entendida nestas "coisas da internet", mas uma pessoa tem de se adaptar, por isso lá está a minha Siena.
Para quem (ainda) não sabe, o Bloglovin é um site/aplicação que permite seguir os nossos blogs favoritos e obter um resumo(update) dos posts de cada blog. É muito prático e também útil pois permite-nos conhecer novos blogs interessantes.
Por isso, já sabem!
É só carregar aqui, criar um perfil e seguir os vossos blogs predilectos! 

Kissies,

Miúda

quarta-feira, setembro 25

I'm back.

Olá, olá, maltinha!

Eu sei que já se passou mais de um ano sem pôr aqui os pés, sem escrever uma palavrinha sequer neste meu cantinho e sem vos dar notícias.
Pois, ora bem, primeiro tenho de pedir desculpa. Eu sei que não tinha milhares de seguidores e multidões a ler religiosamente o meu blog todos os dias e, na verdade, também não foi para isso que o criei. Mas fui notando aos poucos que se estava a criar uma espécie de relação virtual de carinho para com as pessoas que por aqui passavam, que iam lendo o que escrevia e que deixavam uma outra mensagem. E pronto. É basicamente por isto que estou a pedir desculpa.
Depois, tenho de vos fazer uma actualização dos acontecimentos/momentos mais importantes deste último ano. Não vou fazer um post gigante, como podem imaginar, por isso, vou a pouco e pouco, dia após dia, contando algumas viagens que fiz (Copenhaga, Praga e Açores), as férias de Verão deste ano e do ano passado(sim!!é verdade!!!não cheguei a contar todos os pormenores da magnífica viagem que foi a roadtrip "Girls just wanna have fun"!!Já estou a sentir alguma excitação desse lado!!eheh) e também acalmar-vos contando alguns episósidos com....tcharam: Sr. Cão e Sr. Dono(Sim!!Mr. Big ontinua na minha vida, mas vamos mudar o nome aqui no blog porque era um bocadito parolito continuar a chamá-lo assim).
De resto, alguns projectos profissionais e alguma actividade de voluntariado nova.
Entretanto, entre uma novidade e outra(até vos actualizar completamente), vou escrevendo, como sempre, coisas do dia-a-dia, pensamentos e maluqueiras, ou seja, basicamente tudo o que me vier a cabeça.
Espero que me acompanhem neste segundo round!
Here I go! :p


And I love it! :)


quarta-feira, julho 25

"O bem só se conhece quando se perde"

Ontem a divagar pela internet a altas horas da madrugada, dei de caras com um texto que achei imensa piada.
Ok.... nada de especial até aqui. A questão interessante nesta história é que hoje deparei-me com uma situação desse género.
Curioso...

É da minha maneira de ser e de ver o mundo, também, que se deve ajudar quem precisa de nós. E às vezes custa mesmo tão pouco.
Já fiz voluntariado e por isso sei o que é dar de mim ao máximo e receber tanto em troca(este tanto não se prende com valores materiais, como é óbvio).
Mas mesmo que não tivesse feito, uma boa pessoa é aquela que ajuda os ostros que precisam dela, mesmo que o seu valor não tenha um reconhecimento global.
E há tão boa gente neste mundo. Há mesmo. Conheço muitas(algumas, vá) pessoas que o fazem no seu dia-a-dia, às vezes mesmo sem pensar.

Ora, hoje deparei-me com uma situação que me deixou triste e que mexeu mesmo comigo.
Não vou contar a história porque é demasiado pessoal, mas o ponto fulcral posso explicar.
Indo o mais directamente possível ao assunto:
Hoje tentei ajudar uma pessoa muito próxima, aliás, uma das pessoas mais importantes da minha vida e talvez com a qual eu nutra uma preocupação excessiva mas de uma forma inconsciente( comparo-a, sem saber muito bem, a uma preocupação de mãe).
Eu não estava à espera que me elogiassem ou fizessem uma estátua em meu nome, mas não falar mal comigo, como se me estivessem a fazer um favor a mim, ajudava. Tive de me chatear a sério, mesmo depois de já ter tratado de tudo.
O que é acontece?
Passo por pessoa mal intencionada, imatura, que não sabe discutir como uma pessoa adulta.
E que não preciso de me preocupar porque para a próxima não precisam da minha ajuda.
E aqui ainda me passo mais, e acreditem que para me passar a sério é preciso muito! Mas se há coisa que não gosto é que me falem mal. Fiquei magoada. E fiquei a pensar no assunto.
Muito boa gente não ficava, mas eu não consigo...
Odeio discutir a sério e odeio chatear-me com as pessoas de quem mais gosto. Sei que vai passar rápido e que vou ser eu que vou continuar a tratar deste assunto, mas pronto. Só queria que percebessem que apesar de fazer de bom grado, não sou empregada de ninguém e se o faço, faço-o porque quero e porque me preocupo. Mas um pouco mais de atenção e respeito. 
Tudo tem limites e a minha paciência também o tem.



terça-feira, julho 24

Férias, Amor, Verão, Amigas, Viagens...Vida boa :)

Maltinha do meu <3, eu bem sei que ando meia(mais do que meia, bem sei) afastada aqui do cantinho.
Não vou inventar desculpas nem dizer que vou mudar completamente de comportamento da noite para o dia. Nem pensar.
Simplesmente não tenho tido vontade de escrever. 
Na verdade, quando criei o blog pensei-o como um sítio onde iria escrever tudo o que me apetecesse, fosse bom ou mau. Mas agora tudo mudou.
Não fazia ideia que a blogosfera era assim. Assim tão intimista. Apesar de não conhecer pessoalmente nenhuma das pessoas que por aqui passa, parece que criei alguma ligação com cada uma vocês.
Por isso, como andei num período não muito bom, de muito stress e de dias muito tristes, achei que não era correcto todos os dias(ou quase todos) vir para aqui lamentar-me. Como tudo na vida, as coisas mudam, por isso aqui estou eu, directamente de " mi casa", com o Sr.Cão a meu lado a fazer-me companhia, a escrever-vos.

Portanto, resumindo algumas ideias, vontades e certezas dos últimos e próximos tempos.

Primeiro e antes que me esqueça. Acabei de vir do cinema e fui ver o Magic Mike.
Impecável.
O filme não é nada de especial e quando falo do filme falo da história.
Não é uma seca, mas também não é bom. É animado e engraçado.
É razoável e só o é porque tem nota máxima num campo muito específico que só nós muheres conseguimos perceber/entender/avaliar(e babar também).
Este campo de que falo chama-se, aliás, chamam-se: 

Channing Tatum e Alex Pettyfer.


 
 
 
 

As férias( a sério!) estão a chegar e com elas o Algarve (sou fã incondicional!!) e a magnífica Roadtrip!!!
Está quase, quase!
5 miúdas, um jipe pela costa portuguesa...isso é que vai ser! :)
Terminamos no Algarve e regressamos.... quando quisermos! Vamos sem data de regresso..iihihi :P
Lá para baixo já vamos encontrar-nos com os nossos "mais-que-tudos", mas sem nunca esquecer as noites loucas de verão, as saídas até de manhã e todas as peripécias que irão acontecer durante a Roadtrip.
Já temos alojamento em todos os sítios onde vamos ficar. Depois é só mesmo escolhermos as praias a que queremos ir. E vai ser dificíl porque há imensas e todas elas lindíssimas.
Temos também um Kit "Roadtrip" que incluí uma t-shirt e outras surpresas que vamos usar durante a viagem. :)

 
 
 

Só para terminar, não podia deixar de partilhar, só porque o meu modo excitação máxima está on, na quarta vou ver Bon Iver!!!
 E daqui a poquíssimo tempo, pouquinho, pouquinho, pouquinho: Eu, Mr.Big e Sr.Cão vamos à praia. Só coisas boas.
 É isto tudo e ter amigas fantásticas como eu tenho!
Ah...vida boa! :)

Beijinhos para todas,

Miúda *

sexta-feira, julho 13

O dia como eu não o imaginei

Hoje era suposto ser um dos melhores dias da minha vida.
Hoje era suposto não conseguir parar de sorrir.
Hoje era suposto ter uma enorme vontade de festejar.
Hoje pensei que te iria dizer " Queria tanto que estivesses aqui a festejar comigo".
Hoje era suposto ser a pessoa alegre que costumo ser.
Hoje era suposto teres sido a primeira pessoa a ligar-me.
Hoje era suposto desmarcares tudo o que tivesses para estar comigo.
Hoje o dia está quase a acabar. Amanhã pode mesmo ser tarde demais.

quinta-feira, julho 12

Quando nos apaixonamos



Quando nos apaixonamos, ou estamos prestes a apaixonar-nos, qualquer coisinha que essa pessoa faz – se nos toca na mão ou diz que foi bom ver-nos, sem nós sabermos sequer se é verdade ou se quer dizer alguma coisa — ela levanta-nos pela alma e põe-nos a cabeça a voar, tonta de tão feliz e feliz de tão tonta. E, logo no momento seguinte, larga-nos a mão, vira a cara e espezinha-nos o coração, matando a vida e o mundo e o mundo e a vida que tínhamos imaginado para os dois. Lembro-me, quando comecei a apaixonar-me pela Maria João, da exaltação e do desespero que traziam essas importantíssimas banalidades. Lembro-me porque ainda agora as senti. Não faz sentido dizer que estou apaixonado por ela há quinze anos. Ou ontem. Ainda estou a apaixonar-me. 

Gosto mais de estar com ela a fazer as coisas mais chatas do mundo do que estar sozinho ou com qualquer outra pessoa a fazer as coisas mais divertidas. As coisas continuam a ser chatas mas é estar com ela que é divertido. Não importa onde se está ou o que se está a fazer. O que importa é estar com ela. O amor nunca fica resolvido nem se alcança. Cada pormenor é dramático. De cada um tudo depende. Não é qualquer gesto que pode ser romântico ou trágico. Todos os gestos são. Sempre. É esse o medo. É essa a novidade. É assim o amor. Nunca podemos contar com ele. É por isso que nos apaixonamos por quem nos apaixonamos. Porque é uma grande, bendita distracção vivermos assim. Com tanta sorte. 

Miguel Esteves Cardoso, in 'Jornal Público

When?

Will i ever laugh again?

image

sexta-feira, junho 22

quinta-feira, junho 21

On the air 33 | Especial


"you think i'd leave your side baby

you know me better than that
you think i'd leave you down when you're down on your knees
i wouldn't do that
i'll tell you you're right when you want
and if only you could see into me



when you're cold
i'll be there
hold you tight to me



when you're on the outside baby and you can`t get in
i will show you
 you're so much better than you know
when you're lost and you're alone and you cant get back again
i will find you darling and i will bring you home



and if you want to cry
i am here to dry your eyes
and in no time
you'll be fine



you think i'd leave your side baby
you know me better than that
you think id leave you down when you're down on your knees
i wouldn't do that
i'll tell you you're right when you (want)
and if only you could see into me



when you're cold
i'll be there
hold you tight to me
when you're low
i'll be there 

by your side baby"


Sade | By your side

terça-feira, junho 19

Apetecia-me...

Só quero que chegue amanhã
para poder relaxar...

Olá(cá estou eu outra vez)! (inclui On the air 32)

Eu sei, eu sei...
Ando meio desaparecida e já devem pensar que não quero saber deste cantinho para nada.
Mentira!Juro que continuo a adorar a "minha" Siena como no primeiro dia.
A questão é que este mês de Junho não me tem dado assim o tempo que eu queria(e precisava) para vir cá tanto como tenho vindo até agora.
Só para quebrar esta monotonia que é não haver posts neste blog ultimamente, aqui ficam alguns pensamentos e palavras que me está a apetecer "deitar cá para fora"!

Então, aqui vai disto(hoje estou inspirada e a 1000 à hora).

Sobre a nossa 
Selecção 
e o nosso/meu querido Cristi(como carinhosamente lhe gosto de chamar).
Podem dizer muito mal dele, que tem manias e que é convencido e mais não sei o quê. Não me interessa.
Adorei os golos que marcou para calar toda a gente que vi por aí a fazer comentários ridículos.
Óbvio que da outra vez não jogou bem e esteve muito aquém do que se espera do/ de um dos melhores jogadores do mundo, mas toda a gente tem dias maus.
Paciência.
Agora é um herói.
Típico do povo português!

Depois, novidades da 
Roadtrip!!!
Está tudo a andar!
Já temos um trajecto e hotéis quase todos decididos.
Vai ser sempre a andar mas vai valer a pena até porque o nosso Portugal é lindoooo e a Costa Vicentina é demais.
Vai ser uma diversão!
5 miúdas, um jipe em "Uma aventura pelos caminhos de Portugal". 
Impecável!!

Quanto ao meu Mr. Big, continua longe, por enquanto, mas logo , logo, se tudo correr bem(e eu e o Sr.Cão acreditamos que sim)  já cá está connosco, de volta para um Verão em grande e, pelo menos, durante três meses tá aqui bem mais pertinho! :)

É verdade, só uma nota rápida, o Sr.Cão(zinho) já não está assim tão "zinho"...
Cresceu imenso!!Tá muito pesado, mas super elegante!!
Já foi ao veterinário que disse que é um óptimo exemplar da raça!
Sr. Cão(zinho) adorou os elogios e a Miúda também. :)

Bem, acho que por agora é tudo, não vos quero chatear mais com informações que não interessam a ninguém, por isso "me voy"!
Prometo que vou fazer um esforço para vir cá mais vezes nos próximos tempos!

Beijinhos,

Miúda*


Jorge Palma | Olá (Cá estamos nós outra vez)

quinta-feira, junho 14

As pessoas que dizem uma coisa e fazem outra...

Se há coisa que me irrita é a hipocrisia das pessoas.
É muito lindo dizer uma coisa que fica bem ou simplesmente porque convém e fazer exactamente o contrário.
Pior do que não ter valores é defendê-los, criticar quem não os tem mas não os por em prática. Muito pior ainda, fazer exactamente o contrário do que se defende. Irrita-me esta atitude de hipocrisia, do fazer algo só porque fica bem ou dizer alguma coisa porque assim deve ser. Por favor, chega! 
Acordem para a vida e abram os olhos!

Muitos podem engolir toda a moralidade que bruta de vocês, eu não.


~


terça-feira, junho 12

I'm back from paradise :)

Alo, alo!!
Pois é, já estou de volta porque tudo o que é bom, acaba depressa!
Não estive especificamente de férias porque tive de levar "umas coisinhas" para ler, mas deu para apanhar um solzinho,  fazer uma prainha, caminhar na areia e dar alguns mergulhos no mar.
Soube-me mesmo bem porque relaxei, diverti-me com o Sr. Cão(zinho) - que adorooooou a casa - e matei saudades de um sítio que é uma espécie de refúgio para mim.
É para lá que vou muitas vezes, sempre que preciso de apanhar um pouco de ar ou um pouco de sol. Foi lá que estive em Dezembro e em Fevereiro, também. 
Sempre que tenho um bocadinho, aproveito e fujo por uns dias para a minha casa de férias de que gosto tanto! :)
Deixo-vos com algumas fotos do que foi esta semana, que deu para comer bem, beber umas caipirinhas e ficar com uma corzinha bem mais saudável! :)

Ah! Só mais uma coisinha...
o Algarve é mesmo "outro país"!
Pelo menos, no que diz respeito a meteorologia! ;)


*Fotos tiradas pela Miúda.


quarta-feira, junho 6

On the air | 31 - Especial Junho -

Eu sei que ando desaparecida e que é a primeira vez que fico sem dizer nada durante tanto tempo, mas...

 estou ocupada a apanhar sol num sítio fantástico! :)

Volto rapidinho, prometo.


Jorge Palma | Maçã de Junho